sexta-feira, 1 de outubro de 2010

DOS FILHOS DESTE SOLO

Dr. José Barreto de Carvalho, nascera ainda na antiga União (atual Jaguaruana) a vinte dias de abril de 1924, filho de Aloísio Barbosa de Almeida e de Dona Filomena Barreto de Carvalho. Iniciou seus estudos primários na sua terra-natal, provavelmente, nas Escolas Reunidas de Jaguaruana (atual Escola de Ensino Fundamental e Médio Manoel Sátiro) e/ou Professores particulares, prática comum na época. Esse ensino introdutório configurava-se como um preparatório para os exames de admissão ginasial. Dr. José Barreto de Carvalho seguiu em direção do Cariri, mais precisamente a cidade do Crato para dar continuidade aos seus estudos no Ginásio Diocesano que na época com internato, semi-internato e externato, era na época um estabelecimento escolar conceituadíssimo no Estado do Ceará. Naquela Instituição, certamente, ele concluiu apenas o ensino ginasial. O ensino secundário (atual ensino médio) ele só veio concluir no Colégio São João em Fortaleza. No ano de 1951 na Faculdade de Direito do Ceará, bacharelou-se em Ciências Jurídicas e Sociais. A sua carreira jurídica iniciaria no Ministério Público no ano de 1953, no cargo de Promotor de Justiça da Comarca de Redenção, contudo sua carreira no Ministério Público não durou muito, com pouco tempo foi aprovado no concurso para Juiz de Direito. E logo no ano de 1954, assumiu já exercendo o seu novo cargo a Comarca de Caririaçu, depois sendo removido para Jaguaruana. Exerceu ainda a judicatura em: Morada Nova, de 2ª entrância (1961), Russas, de 3ª entrância (1964) e Sobral, de 4ª entrância (1966). No ano seguinte, foi removido para a Comarca de Fortaleza, vindo assumir o Juizado de Menores, estância essa que viria marcar sua carreira profissional. Focalizou o seu trabalho judiciário no combate a prostituição infanto-juvenil, a delinqüência e o uso de drogas. O seu trabalho a frente do Juizado teve reconhecimento nacional, o que fez participar de inúmeros Congressos dos Juízes de Menores do Brasil em inúmeras cidades, tais como: Recife, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Salvador e Vitória. “Com a aposentadoria simultânea de muitos dos Desembargadores em Exercício no Tribunal, no ano de 1979, em decorrência da promulgação da Lei Orgânica da Magistratura Nacional – LOMAN e por se tratar do Juiz de Direito mais antigo na entrância, ascendeu ao Tribunal de Justiça em data de 11 de maio de 1979”. O Dr. José Barreto de Carvalho ocupou a vaga do Desembargador Aurino Augusto de Araújo Lima no dia 13 de maio de 1979. Ocupou diversas funções: integrante da 1ª Câmara Cível, participou do Conselho Superior de Justiça, Juiz Eleitoral, Corregedor Geral Eleitoral e Presidente do TER-CE. Casou-se com Dona Isinha Barreto de Carvalho com quem filhos, em destaque: José Barreto de Carvalho Filho, Juiz de Direito em Fortaleza, e Aloísio Barreto de Carvalho.   

Um comentário: